5282 Visualizações

Isolamento acústico deve ser incluído no projeto inicial da obra

e repente o sossego do seu lar é interrompido pelo salto alto da vizinha no andar de cima, pelo volume alto da televisão, pela gritaria das crianças ou por um simples arrastar de cadeiras. Quem reside em condomínios ou apartamentos sabe que o barulho do vizinho incomoda, e nem sempre a falta de bom senso e educação é o problema. A principal providência para evitar transtornos é investir no isolamento acústico.

Segundo as arquitetas e urbanistas Roberta Cirino e Veridiana Negri, da Oficina Urbana, em Francisco Beltrão, o ideal é que proprietários e profissionais tenham essa preocupação durante a da obra. Enquanto as paredes são erguidas, o custo é mais barato e a eficiência do isolamento é maior. E a dica vale para apartamentos, condomínios e casas.
Roberta explica que os produtos mais usados para isolamento acústico são o isopor, a espuma, a lã de rocha, a fibra de lã e, os mais caseiros, como as embalagens de ovos e maravalha. “Formar uma parede dupla para isolar o barulho é imprescindível quando se deseja um ambiente sem ruídos externos. No meio das paredes podem ser colocados quaisquer destes materiais, além disso, construir com tijolo deitado é outra saída.”

Em Francisco Beltrão, o Código de Posturas do Plano Diretor exige que se construam divisas entre um sobrado e outro, por exemplo, com tijolos deitados. Mas, segundo Roberta, muitos proprietários não seguem a recomendação pensando na economia da obra. Além disso, há pedreiros que preferem trabalhar com o tijolo em pé, o que reduz o tempo de trabalho. “Uma nova lei que está para ser aprovada prevê que nos bairros próximos ao aeroporto, localizados no cone de voo, — que será novamente ativado — as construções sigam essa norma e tenham a estrutura mais reforçada, evitando o problema do barulho”, ressalta a arquiteta.

No interior do apartamento

Depois das paredes duplas com isolamento acústico, pode-se pensar no interior do apartamento para evitar que o barulho que se propaga de fora incomode os moradores. Neste caso, conforme diz a arquiteta Veridiana Negri, os pisos em madeira, laminados com manta de isopor são grandes isoladores.
Outra atitude que diminui o impacto do som nas residências é a utilização de portas duplas de vidro — no caso de portas simples, a vedação precisa ser muito bem feita. De acordo com Veridiana, nas paredes o que também auxilia são painéis de madeira que, além de isolantes acústicos, funcionam como elementos decorativos. “O mobiliário é fundamental para controlar a propagação do som e ao mesmo tempo deixa o ambiente mais bonito e agradável”, enfatiza.

Isolamento acústico e térmico

Quando o isolamento acústico da edificação não faz parte do projeto, não é pequeno o número de consumidores que se estressam quando já estão com a obra pronta. Segundo Roberta, infelizmente, consertar sempre é mais complicado, mas há maneiras de amenizar o problema.
Um dos mais práticos e baratos é adequar a mobília da casa. Conforme a arquiteta, é necessário escolher cortinas, tapetes e portas que absorvam melhor os ruídos. Além disso, o gesso, além de elegante, pode auxiliar no isolamento. O rebaixamento de teto, por exemplo, influencia na propagação do som. “Tenho clientes que constroem a casa pensando no conforto acústico, mas muitas construtoras de prédios e condomínios, visando a economia, não se preocupam com esse detalhe fundamental.”

Para as arquitetas da Oficina Urbana, o ideal é que o isolamento acústico esteja incluído no planejamento da construção, e mais: que o projeto parta do profissional. “Vale ressaltar também que, depois de pronto, certamente o imóvel vai diminuir de tamanho se o morador quiser adequá-lo. Existe a possibilidade de incluir painéis de madeira nas paredes, rebaixar o teto com gesso, mas tudo irá restringir ainda mais a área”, comenta Veridiana.
Em casas localizadas próximas das rodovias, a solução é investir no paisagismo. A arquiteta revela que a colocação de árvores e plantas no em torno da residência ajuda a diminuir o barulho, além de deixar o local mais seguro e agradável. Outra grande vantagem dos produtos que isolam o som: eles também aquecem e refrescam os ambientes. “O isolamento acústico funciona como térmico. No verão, a casa fica fresca; no inverno, fica quente.”

Fonte: http://www.jornaldebeltrao.com.br/negocios/isolamento-acustico-deve-ser-incluido-no-projeto-inicial-da-obra-50479/